terça-feira, 29 de junho de 2010

Tema2: Curso técnico: Emprego garantido?




Curso técnico é sim garantia de emprego(na maioria das vezes). Bom depende um pouco da área que você escolher, se sua cidade possui uma oferta de vagas nessa área.
O curso técnico é uma ótima escolha para quem quer entrar logo no mercado de trabalho(essa pelo jeito não é só nossa opinião,tudo que andamos lendo para fazer esse Post, diz a mesma coisa!*-*). É claro que não substitui uma graduação, mais nada impede que você faça primeiro um Técnico e depois, com o emprego garantido faça uma faculdade. Os cursos técnicos são uma boa escolha, são de mais curta duração (em relação a uma faculdade) e consequentemente a entrada no mercado de trabalho é mais rápida.
O salário de um técnico não é tão alto quanto o de quem possui uma graduação, mas dependendo da área e da oferta de profissionais na sua cidade, você consegue um ótimo salário também. A informática é uma das áreas onde os técnicos são bem remunerados, e também é uma área em expansão. Só para lembrar, no nosso colégio (cesc) à noite, tem uma turma de técnico em informática. A seguir uma entrevista que nossa equipe fez com a Dona Dirce, que fez curso técnico na área de enfermagem.


video
Bom eu não sei se todo mundo vai conseguir ver o video(que deu o maior trabalhão, vocês nem imaginam! A internet estava lenta e tive que pedir para um amigo me ajudar! Obrigada Robson (nuut)) Foi mais ou menos assim:


1.Quando você concluiu o Curso Técnico: Você foi empregada imediatamente ou não?
Dona Dirce: Sim, mais eu já era empregada, já tinha feito outros cursos antes do Técnico.

3. Depois da formação no Técnico o salário melhorou?
Dona Dirce: Sim.

4.Tudo que você aprendeu durante o curso, está sendo utilizado em seu trabalho?
Dona Dirce: Sim. Utilizo.

5.Você aconselharia um técnico ou uma faculdade? Por quê?
Dona Dirce: Um técnico, porque para trabalhar em canoinhas, é melhor técnico, faculdade não tem tanto mercado assim.

6.Tem vontade de fazer uma faculdade?
Dona Dirce: No momento não.

Equipe Epitáfio.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Tema1 : Como você enxerga o mercado de trabalho e as oportunidades de emprego?




Há vários brasileiros que fazem parte das altas taxas de desempregados, que aumentam cada vez mais com o passar dos anos. E podemos dizer que há sim uma grande quantidade de vagas oferecidas no mercado de trabalho, mas elas exigem trabalhadores qualificados, com conhecimentos técnicos e muitas vezes com um longo período de experiência para desempenhar suas futuras funções. O mercado de trabalho esta cada vez mais rigoroso nos seus critérios de seleção.

Todos os anos milhares de jovens tentam ingressar no mercado de trabalho em busca de seu primeiro emprego, em busca de sua independência financeira, em busca de uma profissão. Mas além do índice de desemprego entre os jovens ser maior, ainda existe a qualidade dos empregos que conseguem obter, ela normalmente é inferior.

E não podemos deixar de citar também a discriminação que até os dias atuais ainda fazem parte da vida dos brasileiros, nem todos os grupos populacionais são vistos da mesma maneira, ainda há discriminação quanto à idade, raça e até mesmo do sexo.

A competitividade do mercado de trabalho obriga o profissional do futuro, nós jovens, a nos qualificar em várias áreas, garantindo assim o ingresso e a continuidade dentro do mercado.

A preferência é a de se fazer cursos técnicos e profissionalizantes, que aliam teoria à pratica, e também muitas vezes dão oportunidades de estágio. Depois do primeiro emprego garantido, a atualização é indispensável, uma vez que é rápido o avanço tecnológico; a tecnologia já domina a maior parte do mercado.


A gente fez uma enquete com três perguntinhas à Luci Berenice Damaso
da Silveira, professora de Preparação para o trabalho, do Senai- Canoinhas.


A gente pergunta:
Qual sua visão do mercado de trabalho e as oportunidades de emprego?
A professora responde:- O mercado de trabalho (Brasileiro) acredito que está bem aquecido, devido ao bom momento da economia e há muitas vagas de trabalho, contudo cada vez mais exige-se qualificação, versatilidade e informação dos futuros profissionais.
A gente pergunta:- A grande maioria dos jovens já percebeu a alta competitividade do mercado de trabalho, ou ainda está meio “dormindo”?
A professora responde:- Acredito que os jovens compreendem bem as reais possibilidades do mercado de trabalho, quais sejam, educação e qualificação constante da mão de obra, incluindo aí muita matemática e português. Sinais dessa necessidade são percebidos na preocupação de muitos jovens em conciliar ensino médio com cursos técnicos, inglês, informática entre outros, possibilitando assim a conquista do primeiro emprego, antes mesmo da entrada na Universidade. Contudo o jovem deve ficar atento as tendências do mercado de trabalho e investir no empreendedorismo e na inovação, qualidades indispensáveis aos profissionais que buscam sucesso e realização profissional.
A gente pergunta:- “O bicho papão”: O primeiro emprego é realmente muito difícil, ou isso agora é lenda?
A professora responde:- Nem lenda nem bicho papão. O jovem que compreende a necessidade de estudar e buscar conhecimento não enfrentará grandes dificuldades. Uma boa dica para iniciar a vida profissional são os estágios, que podem ser iniciados no ensino médio perpassando a graduação, eliminando assim o fantasma da "inexperiência".

E foi isso aí gente!
Equipe Epitáfio.